Prioridades do audiovisual

setorialaudiovisual

A 2ª Conferência Nacional de Cultura (CNC) reuniu gestores, produtores culturais, artistas, investidores e representantes da sociedade civil para discutir propostas para o setor, em Brasília, entre os dias 11 e 14 de março. Além das 32 prioridades e a consolidação do Sistema Nacional de Cultura (SNC), os delegados também aprovaram as prioridades setoriais. Dentre elas, estão as demandas do audiovisual nacional, que foram separadas por cinco eixos temáticos.

No primeiro deles, “Produção Simbólica e Diversidade Cultural”, a meta é estabelecer parcerias entre a produção independente e as televisões aberta e a cabo. Para isso, os delegados pediram garantias de incentivo da TV por assinatura para a produção nacional e a ampliação de cotas para esses programas.

O eixo “Cultura, Cidade e Cidadania” priorizou a preservação do audiovisual, apontando políticas públicas que modernizem as cinematecas e pólos de restauração, e que estimulem a pesquisa e a capacitação técnica.

Em “Cultura e Desenvolvimento Sustentável”, a distribuição ganhou foco, com medidas para a expansão, descentralização e diversificação do parque exibidor por meio da modernização e digitalização das salas de cinema, além do fortalecimento dos cineclubes e festivais.

As novas mídias foram o tema do eixo “Cultura e Economia Criativa”, com a formulação de uma política nacional de conteúdos digitais para estimular a produção de animações, jogos eletrônicos, música e virtualização.

Por fim, na temática “Gestão e Institucionalidade da Cultura”, foi discutida a articulação de uma rede de instituições para o fomento da participação social na gestão pública, como universidades, film commissions e museus de imagem e som.

Para o secretário do Audiovisual, Silvio Da-Rin, a CNC demonstrou um grau de maturidade do setor. “Nos próximos meses, cada militante do campo cultural terá que cuidar da implementação das 32 prioridades gerais e das 5 concernentes a seu setor específico. É o trabalho conjunto dos poderes públicos federal, estadual e municipal, bem como de cada cidadão comprometido com o imenso processo de mobilização que antecedeu a conferência”.

Na EloCENA TV
A distribuição ainda é um dos percalços da cadeia produtiva cinematográfica. O secretário de Cultura Carlos Augusto Calil e o coordenador da Ancine Marcelo Ikeda mostram alguns números e debatem o tema. Acesse: www.elocena.com.br

Os milhões da Petrobras
No dia 28 de abril, será lançada a segunda fase do Programa Petrobras Cultural, cuja verba para 2010 será de R$ 53,9 milhões. O edital contempla projetos em 19 áreas, inclusive o cinema.

Cultura bilateral
O Brasil tem cerca de 146 acordos, atos, convênios e cartas de intenção assinados com três instituições internacionais e 79 países. Segundo o MinC, a Itália é o país com o maior número de acordos, são sete no total.

Segredo argentino
Premiado no Oscar, “O Segredo dos Seus Olhos” é o maior sucesso de bilheteria na Argentina desde 1983. Ficou entre os mais lucrativos em 18 das 19 semanas em que esteve em cartaz, vendeu 2,5 milhões de ingressos e arrecadou cerca de R$ 15,8 milhões. 

Faça o download e veja a coluna do CENA na revista Movie, edição de abril/2010.