Publicações

Livros, revistas, jornais, Journals e sites de referência sobre o cinema europeu.

É impossível estudar a indústria cinematográfica mundial do século XXI sem uma análise detalhada e mais crítica do papel hegemônico desempenhado pela indústria cinematográfica dos EUA, em geral, e de Hollywood, em particular. O atual predomínio dos estúdios de Hollywood e da Motion Picture Association como o principal grupo do mundo em termos de produção, distribuição e exibição de filmes no mercado mundial e, conseqüentemente, sua fatia majoritária da renda da indústria cinematográfica global merecem um exame minucioso.

É interessante saber que, na Europa, as intervenções políticas para apoiar a indústria cinematográfica nacional começaram nos anos 20 e se tornaram efetivas depois da Segunda Guerra Mundial. Instituições foram criadas na maioria dos países europeus para a adoção de políticas de promoção e financiamento do setor audiovisual. Mais tarde, o Conselho da Europa recomendou novos mecanismos para estimular a produção cinematográfica. Mais recentemente, em 1992, a Convenção Européia e seu Fundo para a co-produção de filmes entraram em vigor com o objetivo de revitalizar a indústria cinematográfica européia e reconquistar os mercados internacionais no novo milênio.

A situação da indústria cinematográfica na Ásia indica duas ocorrências contrastantes: o declínio no Japão e a expansão na China. O segundo maior mercado para filmes, o Japão, tornou-se altamente dependente da locação de vídeos. O leitor tomará conhecimento de importantes mudanças em curso na região.

Idéias criativas foram introduzidas na América Latina para reanimar sua indústria cinematográfica. Usando fundos de co-produção e promovendo o interesse dos públicos locais e internacionais, a Argentina conseguiu aumentar o número de filmes de produção doméstica mesmo em tempos de grave crise econômica. Avanços na integração regional por meio do Mercosul também facilitam a melhor articulação de políticas culturais e leis na região, com um efeito positivo na indústria cinematográfica.

O livro apresenta uma ampla análise das realidades da indústria cinematográfica africana do passado, dos desafios do presente e traz esperança para o futuro.